quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Oposição encontra médicos com supersalário no Trauminha, mas estrutura permanece precária

Postado por Noticiando PB  | 

Os vereadores da bancada de oposição em João Pessoa foram até o Hospital de Ortotrauma de Mangabeira na manhã desta quarta-feira (29) e constataram algumas deficiências no local. Em entrevista ao ClickPB, o líder da bancada de oposição na Câmara, Bruno Farias, contou que além da infraestrutura precária encontrada na unidade de saúde, “encontramos algumas situações estranhas, como o fato do diretor clínico do hospital, Jorge Augusto, que só está presente três dias por semana no hospital”.
Apesar de estar no hospital somente em três dias por semana, o diretor recebe um salário que chama atenção por ser maior até mesmo que o recebido pelo próprio prefeito da capital. Segundo dados levantados pelos vereadores, Jorge Augusto Cordeiro dos Santos, recebe salário de R$ 35 mil.
Bruno Farias adiantou que “a primeira providência é levar ao conhecimento do Ministério Público e do CRM o valor que esse cidadão recebe”. Os integrantes da Caravana da Oposição também pretendem “solicitar informações a respeito das deficiências que a gente encontrou”, explicou Bruno Farias.
Além disso, Bruno ressaltou que eles encontraram “a questão estrutural bastante prejudicada, sobretudo dentro das enfermarias, banheiros, acessibilidade, refrigeração também”. Logo na porta de entrada do ambulatório, estavam pessoas sem receber atendimento médico.
“Pessoas reclamando de calor excessivo, falta de climatização, sem água, sem conseguir ir ao banheiro”, é a situação do hospital, segundo relatou Bruno Farias que também percebeu uma superlotação na unidade de saúde.
Em relação à ultima visita que havia sido feita ao Trauminha no ano de 2016, foi encontrada uma melhora na sala de urgência e emergência, mas ainda com deficiências, como o tomógrafo sem contraste, o que impossibilita a realização de exames. “Pessoas há mais de seis meses esperando exame de tomografia”, lamentou Bruno Farias. A espera para a realização de cirurgias vai até 18 dias, de acordo com o vereador.
O deputado Aníbal Marcolino falou na tribuna da Assembleia Legislativa sobre a visita ao Trauminha. Ele relatou que no hospital existem “várias pessoas em cima das macas, faltando órtese e prótese. Tem uma paciente lá que está simplesmente há cinco meses no hospital”.
De acordo ainda com o deputado, “na sala de ambulatória parecia a guerra lá no Iraque. As pessoas todas de muletas sentadas nas calçadas. Não tem banheiro para eles, não tem água”.
ClickPB

Autor

Noticiando PB

Total de visualizações de página

Subscribe to our Mailing List

We'll never share your Email address.
Copyright © 2013 Noticiando PB. Powered by Blogger.
Blogger Template by Bloggertheme9
(83) 9 9618-4861 noticiandopb1@gmail.com