sábado, 17 de março de 2018

Justiça manda soltar PM suspeito de matar sargento dentro do Centro de Ensino da Polícia Militar

Postado por Noticiando PB  | 

Durante audiência de custódia em João Pessoa, nesta sexta-feira (16), a Justiça Militar mandou soltar o sargento Lira, da Polícia Militar, suspeito de envolvimento na morte do sargento da PM , José Lúcio Júnior, 32 anos. A informação foi repassada na noite desta sexta pelo coronel José Ronildo, diretor do Centro de Ensino da PM, em Mangabeira, local onde Lúcio morreu na madrugada de quinta-feira (15), vítima de tiro arma de fogo.
Sargento Lira, que estava recolhido no 1º Batalhão da Polícia Militar, vai responder o processo em liberdade. A defesa dele alegou que o disparo foi acidental. Na quinta, o coronel Ronildo disse que o suspeito teria saído do Centro de Ensino para beber em um bar próximo ao local e, ao voltar para o alojamento embriagado, por volta das 0h30, teria disparado acidentalmente a arma, que atingiu o braço e o tórax da vítima, que estava dormindo.
Emoção no sepultamento
O enterro do sargento José Lúcio aconteceu, no fim da tarde desta sexta, em Campina Grande. O sepultamento da vítima foi marcado pela comoção de familiares, colegas da corporação e amigos, que lamentam a forma como o soldado morreu. Para os familiares, o disparo não foi acidental, mas intencional.
De acordo com familiares de José Lúcio, o corpo dele chegou à central de velórios, no bairro do Cruzeiro, por volta das 20h da quinta-feira (15). O velório começou depois da meia-noite e, ao longo do dia, muita emoção tomou conta do local. Ele foi enterrado no cemitério São José, no bairro do José Pinheiro.
Portal do Litoral com JP Online

Autor

Noticiando PB

Total de visualizações de página

Subscribe to our Mailing List

We'll never share your Email address.
Copyright © 2013 Noticiando PB. Powered by Blogger.
Blogger Template by Bloggertheme9
(83) 9 9618-4861 noticiandopb1@gmail.com