domingo, 10 de junho de 2018

Fiéis protestam contra padre de Alhandra, esvaziam missas e enviam carta para o Vaticano pedindo afastamento

Postado por Noticiando PB  | 

Em apenas seis meses à frente da Paróquia Nossa Senhora da Assunção, na cidade de Alhandra, o Padre Adelino, ex-vereador e ex-deputado estadual, vem enfrentando uma revolta dos fiéis e frequentadores da Igreja, nunca vista antes na história do município.
Fiéis estão utilizando suas redes sociais e indo diretamente até a cúria arquidiocesana na tentativa de convencer o Arcebispo da Paraíba Dom Manoel Delson a afastar o Padre Adelino do cargo de pároco de Alhandra.
O padre está sendo acusado de tratar mal os frequentadores, extinguir eventos do calendário católico da paróquia, não atender quem o procura, e ainda “rogar praga” aos fiéis que não pagam o dízimo, chegou a expulsar grupos de jovem da igreja, os privando inclusive de realizar o tradicional tapete de Corpus Christi, que este ano foi realizado pelas crianças da catequese, pois a presença dos jovens teria sido proibida.
“Como é que um padre trata mal os jovens da igreja, não tem intereção com ninguém? Logo esses jovens que precisam tanto ouvir a palavra de Deus”, questionou um ex-frequentador.
Mas, o que realmente causou grande revolta, foi o padre Adelino afirmar durante reunião que não reconhecia o movimento Mãe Rainha existente na Paróquia.
Em uma das publicações que circulam nas redes sociais, um jovem relata que o povo da cidade estaria insatisfeito com a presença e com a ação do padre, mas reclama que a arquidiocese não teria dado a devida atenção ao caso. Dentre as reclamações feitas pelos paroquianos estaria a politização feita pelo padre dentro da igreja através de suas ações.
Outra postagem mostra a imagem da igreja com pouca gente, durante a missa dos pães de Santo Antônio, em 29 de maio deste ano.
Sem ter solução para o problema, grupos que não frequentam mais a igreja estão se dirigindo aos municípios vizinho de Pitimbu e Caaporã para assistir missas e esvaziando a paróquia Nossa Senhora da Assunção em Alhandra.
Em uma carta aberta endereçada ao Papa Francisco e ao Arcebispo da Paraíba, um outro fiel acusa o padre Adelino de durante um acesso de fúria ter agredido verbalmente  Dom Delson o chamando de ”Bispo sem palavra”, na mesma carta o fiel afirma que se não fosse devido a intervenção de membros do clero presentes no ocorrido Adelino teria agredido também fisicamente o Arcebispo.
Além das acusações de agressão e desrespeito para com o atual arcebispo, este fiel acusa Adelino de ser uma das mentes por detrás do grupo que teria se unido para atacar o antigo arcebispo da Paraíba, Dom Aldo di Cillo Pagotto, causando o seu afastamento do comando da arquidiocese.
No final da carta ele também aponta que Dom Delson deverá a partir deste momento se preparar para sofrer os mesmos ataques lançados contra o seu antecessor. Em tom acusativo, a carta se refere ao atual Núcio Apostólico (representante papal) no Brasil, Dom Giovani d’Aniello a quem acusam de ter sido condescendente com o grupo de Adelino.
A redação do Portal do Litoral ligou várias vezes para o Padre Adelino, mas as ligações não foram atendidas.

Autor

Noticiando PB

Total de visualizações de página

Subscribe to our Mailing List

We'll never share your Email address.
Copyright © 2013 Noticiando PB. Powered by Blogger.
Blogger Template by Bloggertheme9
(83) 9 9618-4861 noticiandopb1@gmail.com