quarta-feira, 6 de junho de 2018

Procon denuncia grupos no WhatsApp por oferta de dinheiro falso em JP

Postado por Noticiando PB  | 

A Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor está denunciando à Delegacia de Defraudações um participante de cinco grupos no WhatsApp por oferecimento de notas falsas de dinheiro e cartões de crédito. A pessoa que atende pelo nome de Tiago das Notas fez publicidade nos grupos elencando a qualidade das notas falsas de R$ 10,00, R$ 20,00, R$ 50,00 e R$ 100,00, e ainda ofertando ‘promoções’.
O Procon-JP criou 18 grupos no WhatsApp durante o desabastecimento nos postos de combustíveis da Capital, provocado pela greve de caminhoneiros, com o objetivo de informar onde encontrar o produto, inclusive o  mais barato, além receber denúncias de abusividades por parte da população.
“A pessoa que se autodenomina Tiago das Notas estava em cinco grupos do Procon-JP e, mais de uma vez, fez a propaganda do seu ‘serviço’ criminoso. Coloquei alerta nos grupos que o caso iria ser levado à Justiça, o que estamos fazendo agora”, informou o secretário Helton Renê.
O titular do Procon-JP acrescenta que todas as informações postadas nos grupos por essa pessoa, bem como o número do seu telefone, estão sendo encaminhadas à Delegacia de Defraudações. “Temos bastante informações, até porque as ‘publicidades’ ocorreram mais de uma vez e em cinco grupos distintos. Essa pessoa vai responder na Justiça por seus crimes e também por se aproveitar da boa fé das pessoas que estavam nos grupos tentando se ajudar em um momento difícil”, disse Helton Renê.
Impactante – O secretário acrescenta que “sabemos que é até normal nos grupos de WhatsApp onde participam muita gente, as pessoas fugirem do objetivo para o qual foi criado, comentando a situação do País e até dando dicas sobre cursos, enviando correntes e orações ou pedindo doação de sangue. Nesses casos, a gente dá um ‘carão’ e pede para voltar ao assunto que interessa a todos, mas alguém oferecer algo criminoso foi realmente impactante. O Procon-JP está levando o caso à Justiça, até para prevenir outros absurdos como esse”.
Boatos – Outro alerta que Helton Renê faz aos cidadãos é quanto à postagem de mensagens mentirosas nas redes sociais, os chamados fake news, repassando notícias sem procedências, provocando pânico e revolta, como ocorreu durante o problema da falta de combustíveis. “Saliento que a criação e a divulgação dos fakes, de qualquer natureza, são crimes previstos na legislação brasileira, sob pena, inclusive, de prisão”.
Portal do Litoral 

Autor

Noticiando PB

Total de visualizações de página

Subscribe to our Mailing List

We'll never share your Email address.
Copyright © 2013 Noticiando PB. Powered by Blogger.
Blogger Template by Bloggertheme9
(83) 9 9618-4861 noticiandopb1@gmail.com