segunda-feira, 18 de junho de 2018

Sangue encontrado em seringas perto do Parque do Povo não tem doenças, disse delegado

Postado por Noticiando PB  | 

Um homem foi detido na madrugada desse domingo (17), durante o São João 2018 de Campina Grande, com quatro seringas com sangue em uma rua paralela ao Parque do Povo. Ele foi ouvido e liberado. O delegado Henry Fábio, que está investigando os casos, informou que o sangue encontrado é limpo e não foi constatado nenhuma doença no material examinado. A  informação foi divulgada no Programa Correio Verdade, TV Correio.
“O sangue é limpo livre de qualquer doença infecciosa e estava diluído em soro fisiológico. Agora a perícia para um exame de DNA que vai constatar se o sangue é humano ou animal.
A pessoa que foi detida e conduzida à Central de Polícia Civil de Campina Grande foi ouvida pelo delegado e liberada em seguida. Segundo Henry Fábio, o homem explicou que estava indo para o Parque do Povo e não tinha nenhuma ligação com as seringas encontradas.
Até as 7h desta segunda-feira (18), 38 pessoas foram atendidas no Hospital de Trauma de Campina Grande após relatarem ter sido vítimas de ferimentos por objetos semelhantes a agulha, sendo 33 no Parque do Povo e cinco em um bloco junino que aconteceu no dia 2 de junho. São 24 homens e 14 mulheres. Desde o dia 11 de junho o hospital recebe pessoas que apresentam os mesmos relatos de ferimentos por agulhas.
‘Agulhadas’ no São João 2018 de Campina Grande
Até esta segunda-feira, 38 pessoas feridas por agulhas no São João de Campina Grande deram entrada ao Hospital de Trauma de Campina Grande, desde o dia 11 de junho. As vítimas afirmaram que foram furadas durante os shows no Parque do Povo e em um bloco junino no dia 2 de junho. A Polícia Civil abriu investigação sobre o caso e ouviu pelo menos 16 vítimas até a sexta-feira (15).
De acordo com a infectologista Priscila de Sá, os pacientes contaram que sentiram as furadas foram ao hospital em busca de ajuda. Segundo o Trauma, o número aumentou devido à repercussão dos primeiros casos divulgados.
Priscila de Sá, médica do Hospital de Trauma, informou que, após o atendimento, a equipe de saúde confirmou que havia marcas de agulhadas no corpo das vítimas, mas que ainda não há como saber se o instrumento utilizado estava com alguma contaminação ou não.
Portal do Litoral com G1

Autor

Noticiando PB

Total de visualizações de página

Subscribe to our Mailing List

We'll never share your Email address.
Copyright © 2013 Noticiando PB. Powered by Blogger.
Blogger Template by Bloggertheme9
(83) 9 9618-4861 noticiandopb1@gmail.com