sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

Morre promotor aposentado José Hercílio Maia em João Pessoa

Postado por Noticiando PB  | 

Morreu o promotor público aposentado José Hercílio Maia, o Dr. Zé, na madrugada desta sexta-feira (28), em João Pessoa. José Hercílio, de 89 anos, estava internado no Hospital da Unimed há vários dias para tratamento de saúde, mas não resistiu à gravidade dos problemas e faleceu vítima de falência múltipla de órgãos.
De acordo com Dr. Napoleão Suassuna Laureano, filho de José Hercílio, o velório e enterro do pai acontecerá em Catolé do Rocha, sua terra natal. O translado do corpo será feito ainda na manhã desta sexta-feira e deverá chegar na cidade por volta das 14h.
O velório acontecerá na residência da família, localizada a Rua Fundador Rocha, ao lado da Igreja Matriz de Nossa senhora dos Remédios.O sepultamento será realizado na manhã deste sábado (29), com a celebração de uma missa de corpo presente, às 08h na Igreja Matriz, em seguida o sepultamento no Cemitério Frei Damião de Bozzano.
Biografia
José Hercílio Maia nasceu em 11 de setembro de 1929, residência bem no centro velho de Catolé do Rocha, Sertão da Paraíba. É descendente de família humilde, filho de João Rodrigues Laureano e Amélia Rodrigues Maia.
O pai era natural de Umbuzeiro (PB), da família do médico Napoleão Laureano, que hoje dá nome a Câmara Municipal de João pessoa e ao Hospital de maior referência no combate ao câncer na Paraíba.
Pouco tempo depois de ter nascido, José Hercílio foi entregue para ser criado pelos avós adotivos por parte de mãe, Hercílio Maia e Leonor Henriques de Sá, que na infância o colocaram para estudar no então Colégio Leão XIII de Catolé do Rocha. O educandário foi fechado e ele passou uns anos longe dos estúdios.
Na década de 40, mais precisamente em 1946, aos 16 anos de idade, José Hercílio Maia, voltou a ter contato com os livros, mas dessa vez em um centro mais evoluído, na capital do Sertão, no Colégio Diocesano Monsenhor Willians, em de Patos, a capital do Sertão Paraibano. Nesse colégio, Hercílio passou dois anos e depois foi transferido para João Pessoa onde concluiu o segundo grau no Colégio Lyceu Paraibano, a instituição educacional mais importante da Paraíba na época.
José Hercílio passou no vestibular e entrou na Faculdade de Direito da Paraíba, única instituição paraibana dedicada ao ensino superior do Direito, criada no governo de José Américo de Almeida, em 1957, perto de completar 28 anos de idade. Tornou-se bacharel em direito ao se formar na 3ª turma concluinte do curso. Era uma turma formada por 46 estudantes, entre eles personalidade ilustress a exemplo do ex-governador da Paraíba, Dorgival terceiro Neto, já falecido.
Logo após concluir o curso ele assumiu o cargo de escrivão da Coletoria federal da sua terra natal, Catolé do Rocha. Pouco tempo depois José Hercílio subia mais um degrau em sua vida profissional, ocupando o cargo de tabelião e oficial do primeiro Cartório de Registro de Imóveis de Catolé do Rocha.
Mas o cargo que ocupava ainda era pouco para o jovem bacharel, que almejava vôos mais altos. José Hercílio passou o cartório para a esposa, Terezinha Saldanha Suassuna, e fez concurso público para o cargo de promotor de Justiça no Estado do Rio Grande do Norte, sendo nomeado para algumas comarcas e se aposentando no ano de 1983 como titular da promotoria da cidade de Pau dos Ferros (RN).
Do casamento com Dona Terezinha Saldanha Suassuna, o casal teve oito filhos, cinco ainda vivos: José Hercílio Filho, Napoleão Suassuna Laureano, Elizabeth Suassuna Laureano, Carlos Antônio Suassuna Laureano e Marcelo Suassuna Laureano e três que já morreram: Leonor, João Herbert e Margareth Suassuna Laureano.
Dr. Zé ainda advogou até os 84 anos, trabalhando nos foros das comarcas dos estados da Paraíba e Rio Grande do Norte, se destacando como um causídico renomado e de reputação ilibada.
José Hercílio Maia – O PACIFICADOR
“Fazer o bem, sem olhar a quem” e “dar de si, antes de pensar em si” são os princípios que sempre pautaram a vida de José Hercílio Maia, o segundo brasileiro a ter em sua bagagem o invejável título de “PACIFICADOR”.
Mesmo sendo da família Maia, o jovem advogado Hercílio, que foi companheiro do ex-governador Dorgival Terceiro Neto na terceira turma da faculdade de Direito da Paraíba, em 1957, casou-se com uma Suassuna, Terezinha Saldanha Suassuna (filha do Major Sílvio Suassuna, e sobrinha segunda do ex-governador João Suassuna), no auge do conflito entre as duas famílias, tendo com ele oito filhos.
A Comenda de pacificador foi concedida pela Câmara Municipal de Catolé do Rocha (PB) em julho de 1981. “Sou um homem que durante a minha vida não arranjei um só inimigo. Sou um cidadão que o meu comportamento foi reconhecido pela Câmara Municipal de Catolé do Rocha, minha terra natal, quando me foi dado o título de pacificador e que o recebi em Praça Pública”, lembrou Hercílio Maia.
No seu vasto currículo, o advogado José Hercílio Maia recebeu diversas comendas e honrarias do Rotary Clube e da maçonaria, em diversos municípios, a exemplo da Comenda Clécio Barreto, da Câmara Municipal de Catolé do Rocha (PB), Cidadão Alexandriensse, dado pela Câmara Municipal de Alexandria (RN), ex-venerável da Loja maçônica Cantidiano de Andrade, em Catolé do Rocha, ex-presidente do Rotary Clube de Catolé do Rocha e ainda dá nome à sala dos Advogados do Fórum Desembargador João Sérgio Maia da comarca de Catolé do Rocha, dado pelo Pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba.
Portal do Litoral 

Autor

Noticiando PB

Total de visualizações de página

Subscribe to our Mailing List

We'll never share your Email address.
Copyright © 2013 Noticiando PB. Powered by Blogger.
Blogger Template by Bloggertheme9
(83) 9 9618-4861 noticiandopb1@gmail.com