sábado, 26 de janeiro de 2019

Corte no orçamento prejudica UEPB e afeta nova entrada do Sisu

Postado por Noticiando PB  | 


Os cortes orçamentários sofridos pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) nos últimos anos prejudicou não apenas a entrada de novos alunos no semestre 2018.2 (que não ocorreu no tempo devido e acontece agora em janeiro), mas também a entrada 2019.1, que sofreu diminuição na oferta de vagas.
Conforme o pró-reitor de graduação da instituição, Eli Brandão, para o período 2019.1 quase todas as turmas dos cursos da Universidade estão formadas, uma vez que a convocação dos 3.077 candidatos se deu durante o ano passado por meio do Sisu 2018.2, cujo cronograma previa o início das aulas em 2019.1, devido ao atraso resultante das últimas greves. Com isso, o período 2018.2 foi renomeado para 2019.1.
Para o ingresso em 2019.1, a UEPB vai disponibilizar como novas vagas, para quem vai utilizar as notas do Enem 2018, vagas remanescentes do Sisu 2018, que somam 347, com adicional de 154, totalizando a entrada de 501 novos alunos a partir das notas do Enem atual.
“Nesta seleção, embora cursos de maior concorrência não apresentem vagas disponíveis, as listas de espera do SiSU 2018 continuam ativas. Com isso, estudantes que estão na lista de espera do ano passado ainda poderão ser convocados, caso haja alguma desistência”, informou Eli Brandão.

Orçamento afeta continuidade

Ainda conforme Eli Brandão, a redução de orçamento pelo qual a UEPB vem passando está causando perdas para a instituição. Para este ano, a previsão é de que o orçamento aprovado na Lei Orçamentária Anual (LOA), de R$ 292.822.363, seja insuficiente para custear toda a estrutura.
“A UEPB, como qualquer instituição, tem folha de pagamento e despesas ordinárias de manutenção e toda a sua estrutura, bolsas de estudantes e atividades fundamentais para ela funcionar. O orçamento aprovado na LOA praticamente toma a folha de pagamento”, disse o pró-reitor de graduação.
Eli Brandão defende que a solução para o problema financeira da UEPB passa por um ajuste de orçamento e do governo do Estado entender que gasto com o ensino dá UEPB é na verdade um investimento.
“A discussão é que o governo do Estado precisa compreender o papel da UEPB na Paraíba. 93% dos nossos estudantes são daqui do estado. Não temos uma só cidade paraibana onde não exista um aluno ou profissional que tenha estudado na UEPB. Recurso para a UEPB não é gasto, é investimento e é preciso que o governo enxergue isso”, finalizou Eli Brandão.

Portal Correio

Autor

Noticiando PB

Total de visualizações de página

Subscribe to our Mailing List

We'll never share your Email address.
Copyright © 2013 Noticiando PB. Powered by Blogger.
Blogger Template by Bloggertheme9
(83) 9 9618-4861 noticiandopb1@gmail.com