quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

STJ rejeita liminar e mantém na cadeia empresário acusado de mandar matar sogro na Capital

Postado por Noticiando PB  | 

O empresário Cícero Antônio da Cruz Almeida, conhecido como Tony Almeida, deverá permanecer preso de acordo com decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O presidente do tribunal, ministro João Otávio de Noronha, rejeitou liminar em habeas corpus que havia sido requerida pela defesa.
Cícero Antônio está preso de forma preventiva desde o ano passado sob a acusação de ter sido o mentor intelectual do crime que culminou com a morte de seu sogro, o empresário Arnóbio Ferreira Nunes, em novembro de 2017.
A defesa pediu a revogação da prisão preventiva alegando “inexistência dos seus requisitos autorizadores e excesso de prazo, ou a substituição do cárcere por medidas cautelares diversas, ou ainda a conversão em prisão domiciliar”. De acordo ainda com a defesa, Cícero está se recuperando de uma cirurgia bariátrica e precisa de acompanhamento médico, fisioterapêutico e nutricional, além de cuidados especiais e medicamentos que não são fornecidos na prisão. A falta desses cuidados específicos “coloca em risco a saúde e até mesmo a vida” do empresário.
O ministro João Otávio de Noronha notou que as necessidades pós-cirúrgicas e o motivo pelo qual não estariam sendo atendidas não foram demonstrados nos autos. “Ao contrário, o que se verifica dos autos é que o magistrado que ordenou a prisão assegurou que o tratamento fosse mantido na prisão”, declarou em sua decisão.
Além disso, Noronha descartou “demora injustificada, tampouco desídia estatal na condução do feito, pois, consoante consignado pelo tribunal a quo, há particularidades do caso que justificam o trâmite processual”. O mérito do pedido de habeas corpus será julgado pela 6ª Turma do STJ e tem como relator o ministro Antonio Saldanha Palheiro.
Arnóbio Ferreira Nunes tinha 77 anos e era engenheiro e sócio de uma construtora. Conforme investigações policiais, a suspeita é de que o homicídio tenha sido encomendado pelo seu genro Cícero Antônio da Cruz Almeida, pelo valor de R$ 120 mil. A prisão do suspeito fez parte da fase Epílogo da Operação Expurgo.

Portal do Litoral

Autor

Noticiando PB

Total de visualizações de página

Subscribe to our Mailing List

We'll never share your Email address.
Copyright © 2013 Noticiando PB. Powered by Blogger.
Blogger Template by Bloggertheme9
(83) 9 9618-4861 noticiandopb1@gmail.com