domingo, 10 de fevereiro de 2019

Família relata ter sido agredida por seguranças em bar da orla de João Pessoa

Postado por Noticiando PB  | 

Uma família relatou ter sido vítima de agressões por parte de seguranças de um bar localizado na orla do bairro do Bessa, em João Pessoa, na madrugada deste sábado (9). Uma das pessoas envolvidas na confusão, que preferiu não ser identificada, informou à TV Cabo Branco que o marido e a sogra dela tiveram fraturas e a filha precisou imobilizar o braço.
Segundo os relatos da mulher, três seguranças agrediram o marido dela. As três mulheres que estavam no local – esposa, mãe e filha do agredido – partiram em defesa dele e algumas delas também acabaram machucadas. A confusão teria começado dentro do bar e terminado na lateral do estabelecimento.
“Na portaria, quando meu esposo pediu que deixasse um primo meu entrar pra que o ingresso fosse debitado na conta da mesa, eles não deixaram. Meu esposo pagou e voltou e sentou na mesa, quando simplesmente os seguranças chegaram. Três seguranças. E começaram, já puxaram ele pra fora”, relatou.
Ela diz que o marido foi tirado do salão pelos seguranças e levado para a lateral, onde fica o estacionamento. Foi ali onde começaram os socos. Segundo ela, a sogra e a filha também foram agredidas.
“Lá, três seguranças, inclusive um é policial. Um segurava, o outro machucava o meu esposo, batia muito. Que ele tá no Trauma, fraturou o braço em três partes. Minha sogra fraturou a clavícula e minha filha tá com o braço imobilizado. Minha filha, descontrolada, foi pra cima deles. Um deu um soco, não bateu no rosto, mas bateu no braço. E, no meio disso tudo, só pararam porque eu disse que ela era de menor e que eu estava gravando”, contou.
O homem de 37 anos está internado no Hospital de Trauma de João Pessoa. O hospital informou que o estado dele é regular. Segundo a família, ele vai ter que passar por uma cirurgia por causa da fratura que sofreu. A mãe dele, que tem 67, também deu entrada no Trauma, segundo os parentes, mas preferiu ser levada para um hospital particular da capital.
Mãe e filha prestaram queixa na delegacia e registraram um Boletim de Ocorrência. Dois dos seguranças também prestaram depoimento. O irmão do homem que teve o braço quebrado disse que vários carros da PM chegaram no bar, mas que o policial que teria participado da briga não foi levado para a delegacia.
Os funcionários do bar preferiram não falar com a TV Cabo Branco. O G1 também tentou contato com o bar, mas as ligações não foram atendidas.
Na Central de Polícia, a reportagem foi informada que apenas a delegada que registrou o caso, que já tinha saído do plantão, era quem poderia falar sobre o assunto. O G1 também tentou falar com a assessoria de imprensa da Polícia Militar, mas as ligações não foram atendidas.
“Não fez o teste de corpo de delito. Um dos três foi com a gente e a viatura, no carro, e ele não ficou preso em flagrante. Porque houve uma agressão. Minha sogra é idosa, meu esposo, minha filha, e ele não foi preso em flagrante. E ficou por isso mesmo. Ele simplesmente foi pra casa e a gente, com a diferença que não foi pra casa. A gente tá no Trauma até agora”, reclamou a mulher.

Portal Litoral

Autor

Noticiando PB

Total de visualizações de página

Subscribe to our Mailing List

We'll never share your Email address.
Copyright © 2013 Noticiando PB. Powered by Blogger.
Blogger Template by Bloggertheme9
(83) 9 9618-4861 noticiandopb1@gmail.com